Ergonomia

Posted: Janeiro 26, 2012 in FQ

Ergonomia


É a disciplina científica relacionada ao entendimento das interações entre seres humanos e outros elementos de um sistema, e também é a profissão que aplica teoria, princípios, dados e métodos para projetar a fim de otimizar o bem-estar humano e o desempenho geral de um sistema.

Os ergonomistas contribuem para o projeto e avaliação de tarefas, trabalhos, produtos, ambientes e sistemas, a fim de torná-los compatíveis com as necessidades, habilidades e limitações das pessoas.

DOENÇAS E LESÕES PROFISSIONAIS

O stress físico e o stress psíquico manifestam-se muitas vezes através de problemas músculo-esqueléticos.

Existe clara evidência de que muitas perturbações músculo-esqueléticas são causadas pelo trabalho. As causas encontradas estão relacionadas com a concepção dos sistemas de trabalho.

Os principais factores de risco são:

Aspectos físicos do trabalho:

– Transporte manual de cargas;

– Posturas inadequadas;

– Movimentos repetitivos;

– Aplicação de força excessiva com as mãos;

– Pressão mecânica directa sobre os tecidos humanos;

– Exposição a vibrações;

– Ambiente térmico de trabalho.

Organização do trabalho:

– Ritmos de trabalho;

– Trabalho repetitivo;

– Trabalho monótono;

– Fadiga;

– Factores psicossociais.

A patologia músculo-esquelética, resultante de traumas repetidos sobre determinadas estruturas orgânicas, tem crescido entre nós de forma exponencial.

Este facto deve-se:

Ao aparecimento de novas indústrias que utilizam tecnologia de ponta e trabalho sequencial em linha; pequenos movimentos executados com uma cadência muito rápida com consequente sobrecarga dinâmica para grupos musculares dos membros superiores e sobrecarga estática para os ombros e coluna.

Recrutamento de centenas de jovens que iniciam aqui o seu primeiro trabalho, predominando o sexo feminino, e que terminam ou interrompem os estudos secundários.

A cobertura obrigatória destes trabalhadores pela medicina do trabalho.

Factores psico-sociais: Stress, Não realização profissional, Monotonia e repetitividade das tarefas.

Quadros Clínicos da patologia músculo-esqueléticas com doença ocupacional mais frequente:

– ombro doloroso;

– tendinite do trapézio;

– epicondilite du Quervain;

– tendinites dos exteriores do punho;

– tendinites dos flexores do punho;

– síndrome do cubital;

– síndrome do mediano;

– síndroma do radial;

– osteonecroses – kienboeck, koehler;

– Lombalgia;

– Pernas enxadas;

– Cãibras nos dedos;

– Cefaleias;

– Fadiga visual, etc;

O diagnósticos da doença profissional nem sempre é fácil; calcula-se que60 a95% das doenças profissionais não são diagnósticadas.

A história clínica é o elemento fundamental e nesta, a história profissional é o elemento preponderante para o diagnóstico da doença profissional.

Uma possível solução para as costas

Uma saída para esse conflito seria aumentar o ângulo do encosto, que segundo Grandjean (1998) diminui a pressão dos discos invertebrados e o trabalho estático da musculatura das costas. Não precisamos imaginar uma poltrona de dentista, bem que seria bom.

Um encosto com ângulo entre 110 e 120 graus (o convencional são 100 graus) já seriam o suficiente. O ideal é que a inclinação seja graduável, para que cada trabalhador escolha aquela mais adequada ao seu biotipo.

Esta recomendação somada a uma cadeira ou poltrona com encosto alto para acomodar toda a coluna e com área que comporte a região lombar (Iida, 1990 sugere um vão de 15 e 20cm entre assento e encosto) representaria um belo avanço na sua postura de trabalho, maior qualidade de vida e produtividade.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s